Ataques de pânico noturno: aprenda a controlar

Ataques de pânico noturno:
Durante um ataque de pânico, você experimenta sensações físicas intensas que muitas vezes imitam ataques cardíacos e doenças mais graves. A sensação de morte é tão iminente que você fica completamente drenado pelo medo e temendo pela próxima crise.

Quando você tem um ataque de pânico durante a noite, também conhecido comoataque de pânico noturno, você acorda no meio da noite com um suor intenso, acreditando que algo horrível está acontecendo. É uma experiência terrível – indiscutivelmente pior do que um ataque de pânico diurno – e, ao contrário das crises de pânico comuns, você não percebe o ataque chegar.

Se você sofre ataques de pânico enquanto dorme, você simplesmente não pode ficar esperando que ele desapareça por conta própria. Você precisa fazer algo para se curar para sempre por que é possível que o medo de sofrer a crise de pânico passe a controlar sua vida. Muitas vezes, esse medo causa os ataques de pânico, o que leva a mais medo e a um ciclo vicioso sem fim.

Apesar do estresse de viver com ataques de pânico, é muito pior ser repentinamente despertado durante a madrugada com um ataque de pânico. Quando isso acontece, é difícil voltar a dormir e, em alguns casos, você pode começar a ter medo de dormir, preocupado em voltar a ter a crise.

Causa dos ataques de pânico noturnos

Os ataques de pânico podem ter tipos diferentes de gatilhos. É possível ter um ataque de pânico noturno sem qualquer causa. Mas, ao contrário dos ataques diários de pânico, os ataques noturnos de pânico parecem ter uma série causas. As mais prováveis incluem a apneia a do sono, que ocorre quando a via aérea superior fica obstruída, resultado do relaxamento dos músculos da garganta.

A apneia do sono acidental bloqueia a via aérea até o ponto em que seu corpo realmente para de respirar durante 30 segundos ou mais. Isso causa o que é conhecido como hipoventilação – o oposto da hiperventilação, que é uma causa comum de ataques de pânico – o que leva ao estresse no coração e muitos sintomas que imitam doenças cardíacas.

Enquanto a maioria das pessoas com apneia obstrutiva do sono acorda e volta a dormir muitas vezes durante a noite, sem perceber, algumas se tornam tão sintonizadas com o corpo que percebem e acordam em um pânico completo. Elas começam a hiperventilar e ocorre um ataque de pânico.

A apneia do sono invasivo também pode ser causada por síndrome de hipoventilação da obesidade e tende a ocorrer com mais frequência naqueles indivíduos com excesso de gordura em torno da cabeça e pescoço.

A doença do refluxo gastresofágico, também conhecida como refluxo ácido, também pode ser a causa de ataques noturnos de pânico. Muitas pessoas que sofrem de refluo apresentam sintomas que imitam problemas de saúde mais sérios, incluindo dores no peito e pressão, hiperventilação e até dores de cabeça e suores noturnos.

Transtorno da hiperventilação

O transtorno de hiperventilação é um problema crônico que afeta um grande número de pessoas com ataques de pânico. Em muitos casos, a hiperventilação é infligida pela ansiedade e pelo estresse, então, quando a pessoa está dormindo, ela se torna menos propensa a hiperventilar. Mas alguns indivíduos desenvolveram hábitos de respiração extremamente ruins, levando à hiperventilação. A hiperventilação é responsável por muitos dos sintomas de um ataque de pânico e muitas vezes causa ataques de pânico também. Portanto, é lógico que aqueles que conseguem hiperventilar em seu sono podem ser mais propensos a acordar com ataques de pânico.

Pesadelos frequentes

Aqueles que têm pesadelos frequentes também podem se preparar para ataques de pânico noturnos. Provavelmente, o pesadelo faz com que o indivíduo hiperventila e durante o sono, porque a mente dele passa por uma ansiedade severa. Mas, em alguns casos, o próprio pesadelo é tão assustador que, quando a pessoa acorda, ela já está no processo de um ataque de pânico.

Combate a medos noturnos

Pode ser muito difícil lidar com os ataques noturnos de pânico por conta própria, porque o enorme choque desses ataques os torna muito mais difíceis de controlar. Algumas pessoas com ataques diários de pânico aprendem truques para impedir que seus ataques de pânico se tornem muito graves, mas quando você está dormindo, isso pode estar além do seu controle.

Para combater as crises noturnas de pânico, tente perder peso a fim de evitar a apneia obstrutiva do sono. O peso nem sempre é a causa do problema, mas emagrecer faz bem para muitos indivíduos e pode reduzir drasticamente sua hipoventilação.Da mesma forma, se seus sintomas são causados por refluxo, é importante falar com seu médico sobre algum tratamento.

Lembre-se que é pânico

Experimente colocar perto de sua cama algo que irá ajudá-lo a recuperar o controle quando você acordar em um pânico – uma folha com anotações sobre o pânico, por exemplo. Ao pegar essa folha, toda vez que você acordar em pânico, você pode se lembrar com o que está lidando a fim de tentar não ficar fora de controle.

Crie uma lista de lembretes do tipo “é apenas a apneia do sono” e “respire lentamente”. Durante os ataques de pânico é fácil esquecer as coisas que são importantes para controlar a extensão da crise, então esse lembrete pode ser de grande ajuda.